O QUE SÃO E COMO FUNCIONAM OS FUNDOS IMOBILIÁRIOS - Quero Detalhes

O QUE SÃO E COMO FUNCIONAM OS FUNDOS IMOBILIÁRIOS

Publicado em terça-feira, 10 de março de 2020

Já imaginou conseguir uma renda passiva que cai em sua conta todo mês?
Isso já é possível, graças aos fundos imobiliários. No artigo de hoje, vou mostrar a vocês como estou fazendo para conseguir isso.


Você vai ver:

1- O que é renda passiva?
2- O que são fundos imobiliários?
3- Qualquer pessoa pode comprar fundos imobiliários?
4- Os fundos imobiliários fazem parte da renda variável?
5- Quais os tipos de fundos existentes?
6- Como montar uma carteira?
7- E quanto aos rendimentos dos Fii´s?

1- O que é renda passiva?
É o dinheiro que você recebe sem precisar fazer esforço, pois ela já estará garantida mensalmente, através de um esforço realizado por você anteriormente.

2- O que são fundos imobiliários? 
Um fundo imobiliário, ou FII, é classificado como um grupo de pessoas interessadas no mesmo objetivo, o de investir em ativos imobiliários. É uma forma de investir em cotas de fundos listados na bolsa de valores.

3- Qualquer pessoa pode comprar fundos imobiliários? 
Sim. Qualquer pessoa pode adquirir cotas dos fundos imobiliários, basta ter conta em uma corretora. E para consultar os valores das cotas, basta acessar o site da B3 ou de sua corretora.

4- Os fundos imobiliários fazem parte da renda variável? 
Sim. Os fundos imobiliários fazem parte da renda variável, ou seja, o valor da cota varia tanto para baixo, quanto para cima. Se você ainda não tem o mindset preparado para ver as oscilações do mercado, e ver seu dinheiro investido caindo, talvez essa alternativa ainda não seja para você. 
Mas se sua mentalidade já está adequada para o longo prazo e essas oscilações não te assustam, então pode investir sem medo.

Mas lembre-se, jamais entre nesse mercado por indicação de um vizinho ou amigo, pois cada um tem um objetivo, e que na maioria das vezes não estão alinhados. Talvez esse seu amigo tenha um perfil agressivo, e está preparado para a volatilidade do mercado, mas esse perfil é totalmente diferente do seu. Ou vice e versa. Por isso, é extremamente importante que você entenda qual seu perfil e seus objetivos, para só assim buscar papéis que se encaixem em seu perfil.

5- Quais os tipos de fundos existentes?
Fundos de tijolo: São os fundos imobiliários que investem em imóveis físicos (galpões logísticos, shoppings, escritórios...), e sua renda vem dos aluguéis desses imóveis. Nesse tipo de FII, o investidor ganha através da valorização da cota e dos alugues desses imóveis, que são distribuídos em forma de dividendos.

Fundos de papel: Essa é a mobilidade dos fundos que possuem títulos de renda fixa, voltados para o setor imobiliário (como os Certificados de Recebíveis Imobiliários - CRI e as Letras de Crédito Imobiliário - LCI).

Fundos de fundos: São os fundos que possuem cotas de outros fundos em seu portfólio.

Fundos Híbridos: Esse tipo de FII possui uma carteira mista em seu portfólio, possuindo cotas de outros fundos, imóveis ou de títulos mobiliários.

6- Como montar uma carteira?
Quando se fala em renda variável, é sempre importante se lembrar disso: 
"Nunca deixe todos os ovos em apenas uma cesta". 
Vamos supor, todo seu dinheiro está alocado em apenas um cota, e por uma fatalidade do destino, algo acontece com o imóvel desse fundo e todos os investidores que possuem cotas nele ficariam no prejuízo temporariamente. 

Dá para entrar em desespero né?

Então, exatamente por isso, que você deve ter em mente a importância da diversificação. Alocando suas economias em mais de um fundo, ou em outras modalidades de investimento, pois se algo acontecer com um desses fundos, você não fica em um prejuízo tão grande, pois seus outros investimentos ainda estão seguros.

Não tem um número máximo de FII´s para se ter em carteira, mas procure não comprar uma quantidade que você não consiga acompanhar. Pois a partir do momento que você investe em um fundo, a sociedade entre vocês é iniciada, e realizar acompanhamentos frequentes é essencial.
Afinal, faz parte de seu patrimônio agora. 
Em minha carteira tenho quatro até o momento, mas estou estudando mais dois.



7 - E quanto aos rendimentos dos Fii´s?
Quando se investe em renda variável é preciso ter uma coisa em mente: não vai ser da noite para o dia que seus rendimentos serão enormes. Pelo contrário, no início, será bem pouco (dependendo da quantia que você aporta), mas se esse pouco tiver uma consistência, no longo prazo seus rendimentos serão maiores.

Por exemplo, uma cota do fundo KNRI11*, está cotada atualmente em R$ 170,95 (dia 29/02/2020), e mensalmente distribuem o rendimento no valor de R$ 0,74 por cota.

Parece pouco? Sim, é pouco. 

Mas se você manter uma consistência e aportar mensalmente, seus rendimentos irão aumentar conforme o tempo.

1 cota - R$ 0,74/mês;
10 cotas - R$ 7,40/mês;
100 cotas - R$ 74,00/mês
1000 cotas - R$ 740,00/mês;
10.000 cotas - 7.400,00/mês
E por aí vai...

É só deixar os juros compostos trabalharem e manter uma frequência nos aportes, pensando sempre no longo prazo.

*não é indicação de compra.

Já conhecia os Fundos Imobiliários? 
Compartilhe esse conteúdo com seus amigos. 
Obrigada!
Dúvidas ou sugestões deixem nos comentários, para conversarmos.

Me acompanhe também nas redes sociais: Facebook | Instagram | Pinterest

2 comentários:

  1. Nao sabia que era tao fácil investir em fundos imobiliários. Mas ainda tenho um pouco de medo. Preciso estudar mais.

    ResponderExcluir