ENTENDA OS TERMOS MAIS USADOS NO MERCADO FINANCEIRO COM O DICIONÁRIO DESCOMPLICADO - Quero Detalhes

ENTENDA OS TERMOS MAIS USADOS NO MERCADO FINANCEIRO COM O DICIONÁRIO DESCOMPLICADO

Publicado em sexta-feira, 13 de março de 2020


Se você assim como eu, iniciou há pouco tempo no mundo dos investimentos e ainda fica um pouco confusa com alguns termos conhecidos sobre finanças, depois de ler esse artigo, as coisas ficaram mais claras.

O mercado financeiro é bem amplo e rico de informações. Quanto mais contato temos com os termos e conteúdos sobre investimentos, mais fácil é a memorização e com o tempo você estará falando e entendendo tudo normalmente.



Montei esse dicionário para esclarecer e exemplificar alguns dos termos que mais tenho ouvido.

A

Ações: É a menor fração do capital de uma empresa. Faz parte da renda variável.

Ações Ordinárias (ON): São as ações que dão ao acionista o direito de participação e voto nas assembleias realizadas pela empresa. São apresentadas com o número 3 ao final do código de representação. Como WEGE3, GRND3, KLBN3, ... 

Ações Prerefenciais (PN): Quando o acionista adquire ações preferenciais, adquire também a preferência no recebimento dos dividendos distribuídos pela empresa. Geralmente os acionistas PN recebem cerca de 10% a mais de dividendos que o acionista ON. 

Ações Preferenciais são apresentadas na Bolsa de Valores com o número 4 ao final do código de representação. Como ITSA4, KLBN4...

Acionista: É a pessoa que adquire algumas cotas (ações) de alguma empresa. Quando você compra uma cota, se torna um acionista e terá direito a "participar" da empresa. Isso varia de acordo com a quantidade de cotas adquiridas, quanto mais cotas, mais  direito de participação na empresa. 

Aportes: É o mesmo que aplicações. Toda vez que você compra uma nova cota de ações ou Fundos Imobiliários, você está realizando um aporte.

B

Bonificações: É o pagamento que a empresa faz para seus acionistas.

Blue Chips: Organizações classificadas como Blue Chips são as empresas consolidadas no mercado e de grande porte. Geralmente possuem bastante liquidez e procura no mercado. A AMBEV é uma blue chip do setor de bebidas, o Itaú no setor bancário, Gerdau no setor de siderurgia...

C

Certificado de Depósito Bancário (CDB): É um título emitido pelos bancos comerciais, múltiplos ou de investimento, voltado para captar recursos de investidores pessoa física ou jurídica. 
Se você compra um CDB em sua corretora, você está emprestando esse dinheiro para o banco emissor realizar suas transações internas. E o rendimento a ser pago por esse CDB, é negociado no ato da compra.

Circuit Breaker: É a interrupção do pregão na Bolsa de Valores. Quando o índice Bovespa apresenta uma queda de 10% no dia, é ativado o Circuit Breaker. Geralmente são 30 minutos de paralisação. 
Isso é feito para dar um tempo dos acionistas "respirarem" um pouco e pensarem melhor na opção de resgatar seus investimentos.

Essa expressão ganhou força nessa última semana, com as quedas na Bovespa, devido ao Corona Vírus e a crise do Petróleo. 

Cotação: É o valor da cota no ato da compra na bolsa de valores. Por exemplo, você irá comprar um título da Ambev, e nesse dia sua cota está sendo negociada em R$ 12,25 (valor fictício). Ou seja, sua cotação está em R$ 12,25.

Corretagem: É o custo cobrado por algumas corretoras para realizar suas operações. Por exemplo, tem corretoras que cobram R$ 10,00 por cada ordem de compra executada em ações (esse seria o custo de corretagem para essa operação). 
Mas verifique isso antes, atualmente já existem corretoras que não cobram nada pelas suas operações, como a Clear e o Banco Inter.

D

Day Trade: É quando você realiza uma compra de um título na bolsa de valores e a vende no mesmo dia (por exemplo, comprei cinco cotas de ITSA4 e logo após realizei uma ordem de venda dessas cinco cotas, isso é considerado uma operação de Day Trade).

Debêntures: São títulos de dívidas emitidos por empresas privadas. As debêntures são muito parecidas com os títulos do tesouro direto. Só que ao invés de você "emprestar" dinheiro para o governo, como é o caso dos Títulos públicos, com as debêntures você "empresta" dinheiro para uma empresa privada. 
Uma empresa emite debêntures para financiar o desenvolvimento de algum projeto, para gerar caixa ou para contribuir com seu crescimento, e em troca, paga juros para os credores (as pessoas que compraram alguma debênture).

Dividendos: Uma parte do lucro das empresas que é dividido com os acionistas
Quando você compra cotas de ações de alguma empresa, você tem o direito de receber os dividendos daquela organização. 


Atualmente temos empresas que distribuem parte do seus lucros (dividendos) mensalmente, trimestralmente ou anualmente. No site de Relação com os Investidores (RI) de cada uma você consegue consultar o cronograma de pagamentos.

F

Fundos Imobiliários: São fundos de investimentos no setor imobiliário. Nos fundos de tijolo, você compra cotas de imóveis diversificados, como shoppings centers, galpões logísticos, hotéis...
Temos também os fundos de papel, que é voltado para investimentos em LCI, LCA, CRI e CRA.
Investir em Fundos Imobiliários é muito parecido com o investimento em ações, ambos fazem parte da Renda Variável e distribuem dividendos. No caso dos FII´s, essa distribuição é mensal.


H

Home Broker: É a plataforma onde você irá realizar seus investimentos.

Não é possível investir diretamente na bolsa de valores, é necessário um sistema de intermediação, chamado de Home Broker. Cada corretora tem o seu.

I

IPO: É a oferta pública inicial de uma empresa. 

Quando uma organização coloca ações de sua empresa pela primeira vez no mercado, ela está realizando um IPO.

J

Juros sobre Capital Próprio: Se parece com os dividendos, pois também é uma forma da empresa distribuir seus lucros com os acionistas.

L

Liquidez: A facilidade de um ativo em ser transformado em dinheiro. Quanto mais ações disponíveis de um ativo, mais liquidez ele terá.

LCI: É a letra de crédito imobiliário. É um investimento de renda fixa emitido pelos bancos. O vencimento e o rendimento da LCI é definido no ato da compra, ou seja, ao adquirir um LCI, você já saberá quanto esse investimento renderá e quando poderá resgatar.

LCA: É a letra de crédito do Agronegócio. Também é um investimento em renda fixa e que é emitido pelos bancos. Porém, a LCA é voltada para investimentos em Agronegócio. O rendimento e o vencimento desse título também é determinado no ato da compra.

M

Mercado Fracionário: No mercado as ações são negociadas em lotes de 100 cotas. Porém, também é possível adquirir cotas fracionadas dessas mesmas ações, por isso o termo "Mercado Fracionário". 
Para quem é iniciante, o mercado fracionário é bem interessante. 
Para adquirir cotas de empresas no mercado fracionário, basta inserir a letra F após o código da ação. 
Por exemplo: Pretendo comprar 20 cotas de Ambev, ao invés de 100 (lote padrão). Então, minha ordem de compra ficará assim: 20 cotas de ABEV3F.

R

Renda Variável: Na renda variável não é possível saber realmente qual será seu rendimento, ao investir em um título. E por ser um investimento mais arriscado, sua rentabilidade é superior a investimentos de renda fixa. 

Ações e Fundos Imobiliários são exemplos de investimentos em renda variável.

Renda Fixa: A renda fixa é mais fácil de entender. Seu rendimento é definido no ato do investimento, e é como um empréstimo realizado para bancos, empresas ou governo, como é o caso de investimentos em títulos do tesouro direto ou debêntures. 

É uma modalidade de investimento mais seguro que os investimentos da renda variável, e a maioria possuem proteção do Fundo Garantidor de Crédito - FGC.

S

Small Caps: As Small Caps são as empresas negociadas na bolsa de valores com menor capitalização. São as empresas novas na bolsa e que ainda não são líderes no mercado, o contrário das Blue Chips. 

Porém, mesmo ainda não serem líderes em seu segmento de mercado, podem apresentar potencial de valorização ao longo do tempo.

Selic: É a taxa básica de juros. 
Quando o banco central altera a taxa Selic, todas as outras taxas sofrem alterações (as taxas de financiamentos, empréstimos e dos investimentos).

Também é um meio de controlar a inflação no País. Quando a Selic está baixa,  o crédito se torna mais acessível para as pessoas, e isso estimula o crescimento da economia.

T

Título Público: São os papéis de renda fixa emitidos pelo Tesouro Nacional. 
Por serem ativos de renda fixa, possuem mais segurança, previsibilidade de retorno e liquidez baixa. Em contrapartida, os rendimentos são menores se comparados a ativos da renda variável. É possível investir em títulos públicos através do Tesouro Direto.

Tesouro Direto: O Tesouro Direto é um programa desenvolvido pelo tesouro nacional com a finalidade de vender títulos públicos federais para as pessoas físicas. 

Ao investir em títulos do Tesouro Direto, você está "emprestando" dinheiro para o governo.

No Tesouro Direto você encontra opções de investimento em Tesouro Selic, Tesouro IPCA, Tesouro IPCA com Juros Semestrais, Tesouro Prefixado e Tesouro Prefixado com Juros Semestrais.

Ufa! Esses são os termos que mais tenho visto ultimamente. Espero que te ajude um pouco.

Tem mais algum que você adicionaria nessa lista? 

Me conte nos comentários, que atualizo.

Me acompanhe também nas redes sociais: Facebook | Instagram | Pinterest

3 comentários:

  1. Mesmo sua explicação sendo simples, ainda assim eu custei a entender alguns termos, haha. Sou muito, tipo MUITO leiga quando o assunto é Bolsa de Valores e investimentos, mas tenho um amigo que trabalha com isso e já aprendi um pouco com ele.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É assim msm hahaha.
      Quando comecei mesmo a tentar entender os termos e como funcionam, fiquei perdidinhaa kkkkkk.
      Mas é pq não tinha tido nenhum contato anteriormente com nada disso, mas com o tempo e estudando um pouquinho a cada dia, hoje já conheço um pouco mais. Mas ainda tenho muitoo o que estudar.
      Obrigada pela visita :D

      Excluir
  2. Adoreiii o post! <3 É uma ideia incrível e que faz toda a diferença para absorver melhor na hora de estudar investimentos.

    ResponderExcluir